Síndico Profissional, por que devo contratar?

Podemos comparar a administração de um condomínio atualmente, ao de uma pequena empresa. Os condomínios têm se tornado cada vez mais complexos e com demandas cada vez maiores. Por isso, contratar um síndico profissional para o seu condomínio pode ser uma tarefa importante e muito assertiva.

 

Profissão legalizada 

 

Antes de começarmos a falar sobre as funções, obrigações, direitos e deveres é importante destacar que o cargo de Síndico Profissional é totalmente legalizada, pelo Novo Código Civil, de 2002, conforme o Art. 1.347 (Lei Federal 10.406/02):

 

“A Assembleia poderá escolher um síndico, não condômino, para administrar o condomínio, por prazo não superior a dois anos, o qual poderá renovar-se”. Ou seja, é legal a contratação de um síndico profissional para a administração predial e condominial se a assembleia assim decidir. 

 

Quais são as atribuições do Síndico Profissional ? 

 

A manutenção de um condomínio é um verdadeiro desafio e nem sempre os moradores estão dispostos a exercer esse importante papel. O síndico profissional é de suma importância para o condomínio e suas atribuições são as mesmas de um gestor condômino. Dentre as responsabilidades do cargo estão a verificação, a organização e a fiscalização da gestão financeira e administrativa.

 

Dentre algumas atividades do Síndico, podemos destacar as atribuições que o Código Civil determina, são elas: 

 

I – convocar a assembléia dos condôminos;
 
II – representar, ativa e passivamente, o condomínio, praticando, em juízo ou fora dele, os atos necessários à defesa dos interesses comuns;
 
III – dar imediato conhecimento à assembleia da existência de procedimento judicial ou administrativo, de interesse do condomínio;
 
IV – cumprir e fazer cumprir a convenção, o regimento interno e as determinações da assembleia;
 
V – diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação dos serviços que interessem aos possuidores;
 
VI – elaborar o orçamento da receita e da despesa relativa a cada ano;
 
VII – cobrar dos condôminos as suas contribuições, bem como impor e cobrar as multas devidas;
 
VIII – prestar contas à assembléia, anualmente e quando exigidas;
 
IX – realizar o seguro da edificação.
 
Como podemos perceber, não são poucas as funções do síndico, por isso, é cada vez mais comum não ter tantos síndicos voluntários dentro dos condomínios. E, quando essa pessoa se oferece para o cargo, nem sempre o exerce a função da maneira correta.
 
Quais as principais características que um Síndico Profissional deve ter ? 
 
→Tenha disponibilidade de tempo;
→ Estabeleça boa comunicação com todos os moradores;
→ Seja imparcial;
→ Tenha conhecimento do regulamento e as leis gerais que podem afetar o condomínio.
 
É muito importante saber que, o síndico deve ser um facilitador da comunicação do condomínio, alguém que ajude seus vizinhos a resolverem seus problemas, que zele pelo patrimônio comum e que goste de gerenciar pessoas e intermediar conflitos. Se você se gostou deste artigo e está pensando em contratar um síndico profissional, entre em contato e solicite uma proposta, que estamos à disposição para atendê-los.
 

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Sugeridos para você

Administradora de condomínio

Eleições do Síndico: Fui eleito e agora?

Ser síndico de um condomínio requer política, diplomacia, administração e, acima de tudo, muita paciência e transparência. Sua escolha é realizada por meio da chamada

Vamos cuidar do seu patrimônio?

Preencha o formulário e solicite uma proposta, sem compromisso e sem spam.

Entre em contato com a Completa

Solicite um orçamento sem compromisso. Nossa equipe está aguardando seu contato.