Administradora de Condomínios

Administradora de Condomínios

administradora de condomínios em curitiba

administradora de condomínios em curitiba

sindico profissional

sindico profissional

Notícias

6 dicas para não errar na escolha de uma administradora de condomínio

contratação de administradora de condomínios

Houve mudança de síndico ou o conselho e os moradores estão insatisfeitos com os serviços prestados pela administradora atual? Seja qual for o motivo da troca, ao buscar uma nova empresa para gerenciar o condomínio é preciso ter cautela e realizar uma pesquisa de mercado minuciosa antes de fechar qualquer negócio.

Wilson Poyer é diretor da Completa Administradora de Condomínios e atua na região de Curitiba (PR), União da Vitória (PR) e Blumenau (SC) por mais de sete anos. Segundo ele, existem informações e procedimentos importantes a serem levados em conta durante o processo de seleção e contratação de uma empresa.

Para não deixar passar nenhum detalhe e acertar na escolha da administradora, Poyer passa algumas dicas. Confira:

Faça um checklist para estabelecer as regras e parâmetros iniciais. Esse modelo de lista tem sido utilizado por diferentes síndicos e conselheiros na hora de realizar as cotações. O documento serve para selecionar prestadoras de serviços com as propostas mais adequadas às demandas do condomínio e funciona, ainda, como guia aos condôminos quando eles forem fazer a indicação uma empresa.

Não tome decisões por conta própria. Embora seja garantido em lei o direito de o síndico delegar suas funções a terceiros, é mais seguro contar com a opinião dos conselheiros desde a montagem do checklist até a hora de assinar o contrato. Escolher uma administradora por meio de votação em assembleia é a forma mais transparente e prudente de finalizar o processo, pois a responsabilidade da contratação será compartilhada por todos.

– Solicite orçamentos e propostas de diferentes empresas. Para Poyer, o ideal é entrar em contato com cinco ou, no máximo, dez empresas, incluindo as indicadas pelos moradores. Após receber o retorno de cada uma delas, é possível conferir se o plano oferecido está de acordo com os itens incluídos no checklist do condomínio.

Busque referências em outros condomínios de mesmo porte. Boa parte das administradoras fornece no portfolio o contato de outros clientes. É interessante conversar com esses síndicos, mas prefira falar com aqueles que trabalham em condomínios semelhantes ao seu para obter informações sobre o atendimento da empresa e fazer uma comparação apropriada, tendo como parâmetro uma realidade parecida ao do seu grupo.

Junto ao conselho, selecione duas ou três empresas e agende uma entrevista. No encontro é hora de tirar todas as dúvidas e se atentar aos detalhes. Verifique como são os modelos utilizados para relatórios e prestações de contas, tempo de respostas de demandas, se a empresa auxiliará no levantamento de orçamentos quando houver manutenções a serem feitas, se existe a cobrança extrajudicial no caso da inadimplência e por aí vai. É importante questionar ainda sobre os diferencias da administradora e as exclusividades oferecidas especificamente para o condomínio.

Evite surpresas. Ao fechar negócio, analise minuciosamente às cláusulas do contrato. “É interessante examinar as cláusulas para checar se não há algo em desacordo com as necessidades dos condôminos e da gestão. Um ponto importante é o item da rescisão. Na Completa, em caso de quebra de contrato, não existe multa, mas apenas o aviso prévio de 30 dias. Também, averiguar se a empresa cobra 13º salário ou não, material de escritório ou participação em reuniões para saber quais são as despesas extras que o condomínio terá com a administradora fora o contrato mensal”, explica Poyer.

Quer saber mais sobre os planos da Completa para condomínios? Acesse o portal www.completaadm.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *